Outubro Rosa

Outubro Rosa

 

O Outubro Rosa é uma campanha de conscientização que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero.

A publicidade adotou o tom de rosa como motivador de campanhas no período, e ações em mídias sociais também tendem a ser reforçadas durante este mês.

Tocar o próprio corpo e reconhecer sinais de possíveis mudanças é uma importante ferramenta de empoderamento da mulher frente à própria saúde, mas não substitui a mamografia, por exemplo.

Para lembrar do Dia da Mamografia, a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) está destacando um estudo sueco que mostrou que mulheres com câncer de mama que faziam esse exame periodicamente apresentaram redução de 60% na taxa de mortalidade – 10 anos após o diagnóstico – em comparação as sem esse costume.

A partir desse trabalho, a SBM chama a atenção para a necessidade de o sexo feminino se submeter à mamografia com frequência.

Segundo os especialistas brasileiros, a pesquisa sueca indica que o rastreamento do tumor de mama possibilita uma detecção precoce, o que aumenta a taxa de sucesso do tratamento e evita procedimentos mais agressivos e mutiladores.

Sintomas:

Nódulo único endurecido.
Irritação ou abaulamento de uma parte da mama.
Inchaço de toda ou parte de uma mama (mesmo que não se sinta um nódulo).
Edema (inchaço) da pele.
Eritema (vermelhidão) na pele.
Inversão do mamilo.
Sensação de massa ou nódulo em uma das mamas.
Sensação de nódulo aumentado na axila.
Espessamento ou retração da pele ou do mamilo.
Secreção sanguinolenta ou serosa pelos mamilos.
Inchaço do braço.
Dor na mama ou mamilo.

Recomendações:

• Faça o autoexame das mamas mensalmente, de preferência no 7º ou 8º dias após o início da menstruação, se você é mulher e tem mais de 20 anos, pois cerca de 90% dos tumores são detectados pela própria paciente.

• Procure o médico para submeter-se ao exame das mamas a cada 2 ou 3 anos, se está entre 20 e 40 anos; acima dos 40 anos, realize o exame anualmente;

• Não se esqueça de que a mamografia deve ser realizada todos os anos.

Atenção: embora menos comum, o câncer de mama também pode atingir os homens.
Portanto, especialmente depois dos 50 anos, eles não podem desconsiderar sinais da doença como nódulo não doloroso abaixo da aréola, retração de tecidos, ulceração e presença de líquido nos mamilos.

As formas de tratamento variam conforme o tipo e o estadiamento do câncer. Os mais indicados são: quimioterapia (uso de medicamentos para matar as células malignas), radioterapia (radiação), hormonoterapia (medicação que bloqueia a ação dos hormônios femininos) e cirurgia, que pode incluir a remoção do tumor ou mastectomia (retirada completa da mama).

O tratamento pode, ainda, incluir a combinação de dois ou mais recursos terapêuticos.

Converse com seu médico, e com suas amigas e familiares.
O câncer de mama não escolhe etnia ou classe social.
Pode afetar qualquer mulher.
Se você sente um dos sintomas, conhece alguém ou simplesmente gostaria de tirar dúvidas, não deixe para amanhã e consulte um especialista.

Siga a Alcides Maya no Instagram: instagram.com/alcidesmayaoficial

WhatsApp WHATSAPP